Sangue, sangue, sangue
A massa seca em peso pede sangue
Sangue, sangue, sangue
Da tua cara em meus punhos sangue
Sangue, sangue, sangue
Esguicho solto ralo e insosso sangue
Sangue, sangue, sangue
Vir de mãos manchadas de sangue

Esfola, esguicha, estripa
Das tuas obras o gosto de sangue
Coagula assombra e salva
Da perda da inocência
À perda do juízo
Da luz vermelha e morta
Ao sangue que sai de mim

Do que caiu no chão
Da palma da tua mão
Como cegaste no fim
De quem não responde por heróis covardes
O derramamento inocente de sangue
Dessa navalha que retalha a minha garganta

Sangue, sangue, sangue
Sangue, sangue, sangue
Sangue, sangue, sangue
Sangue, sangue, sangue

Toda la informacion sobre Uzômi. Biografia, letras de canciones, fotografias, discografia, noticias, curiosidades, etc. Letra Sangue, Sangue - Uzômi con vídeo musical para escuchar la canción